domingo, 6 de julho de 2008

06-07-08 Fafião-Porto de Lage-Rio Touça-Fichinhas-Mourisca-Meda de Rocalva-Alto de Ovo-Coucão-Bicos Alto-Carvalhosa-Pousada-Touro de Trigo-Pigarreira

Clicar na foto para ver o Album
Procurei castigar o corpo na expectativa de aliviar a alma… Que ilusão a minha…Como é possível castigar uma coisa para aliviar a outra…

Mas a minha caminhada solitária não foi em vão, nunca é… Comecei bem cedo 8h30 já estava em Fafião a tomar um cafezinho e por pernas ao caminho… Fui até Porto de Lage, caminho já percorrido há pouco tempo, sem grandes surpresas a não ser a tua imagem a cada lugar marcante. Chegando ao Porto de Lage parei, comi algo e descansei. Deitei me naquele manto que permanecia verde e fui ouvindo os seus conselhos sempre muito sensatos. Precisava muito do seu carinho, precisava de me sentir aconchegada, precisava sentir o seu calor, precisava de sentir o seu abraço forte e sentir me em segurança… Incrível como consigo me sentir tão segura e protegida no meio do nada… Ali sinto me em casa como se nada de ruim me pudesse acontecer, como se fosse a origem de tudo ou como se algo de incontrolável me puxasse para aquela serra.

Fui em direcção ao Carvalhal que há 4 semanas atrás chamava por mim, encontrei o trilho que me levou até as Fichinhas seguindo o Rio Touça…Deparei com pequenos Prados e carvalhais de uma beleza extrema quase paradisíaca, apetecia ficar lá e pernoitar na serra, mas nem saco-cama levava. Acho que foi a minha salvação senão teria pernoitado mesmo. Subi as Fichinhas em direcção a Mourisca e passei pela Meda da Rocalva. Chegando ai reconheci logo o Local já lá tinha passado com o UPB. Não havia trilho definido mas foi fácil descer aquela corga e ir em direcção ao Caucão. Passei como prometido pelo Alto de Ovos no seu sopé havia um pequeno prado lindíssimo ao qual prometi um dia regressar e namorar com mais tempo. Pois bem eu tinha o tempo todo do mundo deitei-me num rochedo e fiquei ali a sentir o sol a acariciar o meu corpo e lentamente foi aquecendo nossos corpos… deixaste me então tocar o teu corpo como se de uma cega se trata-se, e pude assim encontrar o caminho de teus lábios escondidos nas tuas gargantas. Deixaste me acariciar teu peito como se de um planalto se trata-se, e subindo e descendo cada monte, pode chegar aos prados de teu ventre ensolarados e húmidos. Encontrei ai, o Trilho que me levou até a fonte, entre os rochedos de tuas corgas para poder provar a tua água cristalina, pura…viva…
Deixaste-me então mergulhar nas tuas lagoas que fazem teu corpo dançar, fervilhante, quando lanço a rede de meus beijos, para recolher teus profundos suspiros entoados pela brisa, fazendo eco nos teus vales e entrando em êxtase…
Perdida na tua geografia que nunca me canso de estudar, faço fantásticas descobertas onde dormitam secretos vulcões que vou activando com o fervor de meus beijos para sentir dentro de mim, o fervor da vida, a correr…

Mas estava na hora de acordar e por pernas ao caminho. Depois de repor energias fui em direcção aos Bicos Altos, passei pela Cruz (nome de um local que me foi dito por um Pastor) desci até a Carvalhosa, de seguida Pousada, Chã Touro de Trigo sempre a descer, Ponte da Pigarreira e Fafião. Chegando a Fafião ainda tive tempo para uma bebida no Bar da Aldeia e conversar com dois residentes… muito interessante as historias deles e claro os trilhos que só eles conhecem e me foram revelando…Acabei em Fafião as 19h00 são e salva, tudo correu na perfeição sem surpresas, sem stress, sem medos… com alma muito mais leve e o sabor do prazer no canto dos labios...

6 comentários:

Jorge Nogueira disse...

Olá W Angel,

O curral da Touça é o paraíso na terra!
Esse lugar a que chamas cruz, também é conhecido por estreito ou alminhas,está gravada na pedra!
Boa terra, boa gente esta de Fafião!
Também estive lá nesse dia, cheguei por volta das 9.15, foi por uns minutos que não nos encontramos :(, embora eu fosse fazer mais um canioning.
Boas caminhadas!
Abraço

White Angel disse...

Oi JOrge,

Um Paraiso... é isso mesmo!!!
Os residentes tb mencionaram esses nomes, estreito ou Alminhas e indicaram me tb ma passagem para As Alminhas indo pelo Curral da Touça. Um dia destes tento essa passagem.
Agora fiquei triste tambem com o nosso desencontro porque na realidade eu Cheguei a Fafião as 8h30 mas sai de là eram 8h50 em ponto... foi mesmo por pouco...

E obrigada pelo post.
E Continuação de boas descidas!
Saudações Montanheiras

Jorge Nogueira disse...

Olá W Angel,
Depois de ver as fotos e recordar as marchas que já fiz por ali.(Obrigado por partilhares) Há 3 ou 4 fotos que me surpreenderam que é a cabana de Pradolã, aquela cabana em forma de Forno já esteve quase destruida. Cheguei a pernoitar ali várias vezes, quando aproveitava os ensinamentos que os Pastores de Fafião me davam sobre a Serra, reparo agora com admiração a forma como foi recuperada e melhorada pela Vezeira de Fafião.
O Trilho da Touça para o Estreito é muito fácil, só tens que seguir o rio Laço.

Abraço
Abraço

White Angel disse...

:):)
é isso mesmo Jorge... é so seguir o Rio Laço... não quiz dizer tanto :).

Quanto a acabana estava de facto muito bem recuperada e havia vestigio de ter sido feita a bem pouco tempo. O Interior (tenho muitas mais fotos) estava muito limpo e cuidado, acredita convidadava mesmo para pernoitar... sera par uma proxima vez...

Abraço Montanheiro

Miguel disse...

Olá ;)

Saborear as tuas descrições doces, da forma como exprimes os sentimentos das tuas caminhadas, com as fantásticas fotos, só aumenta o desejo de viver o mesmo.

Parabéns !!!!!!

White Angel disse...

Oi Miguel :)

Muito Obrigada pelo post(homem de palavra)... mas é muito facil... é so por pernas ao caminho :) e depois parar, escutar e sentir... depois o resto flui sozinho...

Saudações montanheiras