quarta-feira, 6 de outubro de 2010

05-10-10 Peneda / Batateiro - S.Bento do Cando - Rio Pomba - Pãntano - Bouça dos Homens - Batateiro

Clicar na foto para ver o Album
Ah... Natureza!
Rita Velosa

Faz meses me abrigo nesse mundo de sonho e perfeição;
a cidade distante não me afeta;
a televisão não me prende,
as pessoas não me alcançam.
Sinto o verde, a chuva, o ar,
o arrulho dos pássaros ,
o calor e o crepitar do fogo.
Sinto na pele um frescor de igarapé,
um calor morno de sol de verão,
um tremor de vento de ocaso,
nos ossos e nos dentes.
E de repente fico triste,
pensando em perder essa terra,
esse ar, essas águas, essas luzes,
esses verdes multicolores,
esses espaços de mil e um amores...
Ah! Eu quero esse ar, essa chuva, essa luz,
esse cheiro de mato, esse cheiro de vida,
esse barulho de amor.
Ah, natureza!
Me leva.
me côa,
me engole toda!
Aos poucos....
que é para eu saborear!

2 comentários:

Alice Mota disse...

Minha Amiga...
É tão bom ler estes poemas que tão bem nos descrevem... não deixa de ser intrigante o facto de alguém ter a capacidade de por em palavras aquilo que tantos outros sentem. E tenho a certeza de que tu, minha Amiga, sabes do que falo... "esse cheiro de mato, esse cheiro de vida,
esse barulho de amor.
Ah, natureza!
Me leva.
me côa,
me engole toda!
Aos poucos....
que é para eu saborear!"
Não é mesmo isto????
Bjo grande e... espero que a natureza continue a engolir-nos...

White Angel disse...

é minha Amiga,

é isso mesmo so falta mesmo é me possuir...;)

Beijos enormes.