domingo, 8 de março de 2009

08-03-09 Pé de Medéla


E mais um Apelo me levou até ti... e desta vez acompanhada do ser mais belo que eu conheço, uma de minhas obras primas MINHA FILHA
(como ela diz, a montanha esta lhe nos genes, nos dela... e nos meus...)

Clicar na foto para ver o album
Aproximei me da cama dela, dei-lhe um beijinho e abracei-a longamente… Cheguei tarde da Itália na véspera … E precisava de a sentir junto ao meu peito… a mais pequenina essa estava na casa do pai a passar o fim de semana… Daqueles dias que um abraço vale mais do que tudo.
Já era tarde mas a montanha chamava por mim e em particular aquela passagem que queria muito descobrir… Perguntei lhe se ela queria vir comigo… e como a época de exames terminou, não hesitou… Vestimo-nos, um bom pequeno-almoço e toca a andar…
Chegamos ao Gerês, o tempo de analisar mais uma vez a minha carta e por pernas ao caminho, conforme ia avançando tinha cada vez mais certeza que estava no caminho certo… Chagando ao primeiro Prado não tive duvidas… estou no caminho certo sim… A minha filha ficou encantada com o que via… ela sempre adorou o Gerês, desde muito nova que sempre gostou de caminhar na montanha, já a mais nova … nem por isso…
Paramos tiramos algumas fotos… cenário paradisíaco… eu olhava para ela e sentia o quanto ela estava a apreciar… as declarações de prazer que ela ia manifestando, alegravam-me cada vez mais, tornando me também cada vez mais orgulhosa do rebento que eu tinha gerado…
Depois de analisar um pouco a paisagem andamos a procura da famosa passagem…não me perguntem como mas encontrei logo a primeira, embora ela ainda duvidasse. Ai, fui lhe ensinando o que os pastores me ensinaram a mim… como reconhecer onde um eventual trilho pode passar… foi então que começamos a nossa verdadeira ascensão.
Conforme ia subindo cada vez mais o trilho era evidente… pequenas e tímidas mariolas ali largadas já há muitos anos, ainda permaneciam … fomos alimentando algumas e fui lhe dizendo o quanto a montanha é sagrada… o quanto tinha de ser respeitada… o porquê de caminhar nos trilho e evitar ao máximo caminhar fora deles… e ela foi-me ouvindo… assimilando todo o conhecimento transmitido… Para mim … para ela caminhar na montanha tem de ser tão suave quanto uma carícia trocada entre dois seres que se amam muito… tem de ser a carícia mais subtil, um afloramento capaz de proporcionar um prazer incalculável… ao ponto de repetir incansavelmente todos os fins de semana… (porque não pode ser todos os dias) …quando chegamos ao primeiro planalto… lá estava ele…Pé de Medéla, imponente… majestoso… grandioso ali a nossa frente… Esta é a primeira varanda… a paisagem é lindíssima e a minha filha quis saciar a sede que tinha pois já há muito que não caminhava (estudos em primeiro lugar). Afastei me um pouco e deixei que ela sentisse por ela a sensação de liberdade maravilhosa que aquela serra nos proporciona. Enquanto ia de um lado para o outro para ver tudo, eu ia subindo cada vez mais… queria chegar lá para poder regressar com luz solar... Na minha distancia por breves instantes as lágrimas correram pelo meu rosto… prazer ou dor? Não sei… o tempo de meditar um pouco… o orgulho de ter gerado um ser com um coração lindíssimo, que respeita, que ama o próximo e que acima de tudo ainda tem aquele sentimento que esta em vias de extinção… Compaixão…. Afinal nem tudo foi em vão o meu papel de mãe… esse, está a ser um êxito.
Como já estava bem distantes dela resolvi chamar para não se afastar muito de mim… conforme ia caminhando na minha direcção, fui apreciando como ela se movimentava… os ensinamentos passaram no teste… reconheceu o trilho… respeitou-o e chegou a mim em dois tempo… Linda…
Continuamos mais um pouco, lanchamos e resolvemos descer… Missão cumprida, tinha descoberto mais uma passagem. Senti a admiração dela por mim, o orgulho que ela me tem como mãe e mulher, virou se para mim e disse me “ Mãe tu tens mesmo faro “…não tenho não… Tenho só a nítida sensação de que algo muito forte, incontrolável me puxa para a montanha… Não me perguntem porquê… as vezes nem eu sei… só sei sentir a dor e a saudade quando não estou lá… perto dele… do meu Gerês…

5 comentários:

NATURE disse...

filha de montanheira, montanheira é ;)

White Angel disse...

POis é Chefe... e um dia logo, logo ela vais estar a caminhar conosco... :)

tília disse...

Bem....já tinha mais que muitas saudades dos teus textos...então este... que mais uma vez,nos leva até a serra e estimula o nosso desejo,de também nós,podermos contemplar com os nossos próprios olhos,todos esses recantos de sonho,ainda nos ofereces o registo do teu encantamento ao ver desabrochar o teu rebento, no sítio onde mais gostarias que ele crescesse.

Amiga.....Lindo...muito lindo

um abraço apertadinho


Tília

mgeres disse...

GM
Amiga do coração! Tenho tantas coisas a falar-te!
Tenho tão pouco tempo para apreciar as coisas tão boas que me cercam!...
Foram só 2 minutos!...
Mas... as fotos... Fantásticas!... Os cenários e alma da fotógrafa... perturbadoras! A beleza... não sei distinguir entre a da MÃE, da FILHA ou do CENÁRIO!!!...
BEIJO

White Angel disse...

GRANDE MESTRE... SAUDADES...:)

Obrigada pelo post, logo logo vou estar a caminhar ctg...

Beijo enorme e abraço ainda maior...