terça-feira, 5 de janeiro de 2010

01-01-10 - Passagem de Ano na Serra do Gerês


31 De Dezembro de 2009, mais uma passagem de ano e mais uma vez esquecida. Não os levo a mal, a minha ânsia de ir para a montanha é tanta que as pessoas já se esquecem de mim… Recuso tantos convites para sair com pretexto que tenho de deitar cedo, que no dia seguinte também levanto cedo e que tenho de ir para a montanha… Afinal o ditado é antigo mas certeiro “ Quem não é visto não é lembrado” e a verdade é que se não for nas montanhas eu não sou vista…
Tomei um bom banho relaxante já há uns dias que não tinha um banho assim. Penteei o cabelo, carreguei os meus olhos com um lápis preto, um brilho de cor nos lábios, afinal também sou mulher e embora o traje fosse de montanha, estava um toque um pouco mais feminino e festivo. Fui ter com minha avó era com ela que ia jantar, uma senhora de 83 anos com um espírito mais jovem que muitos jovens… Cozeu as batatas e o bacalhau tradicional e passamos a mesa. Quis saber como correu a minha aventura nos Pirinéus, reconheceu o brilho nos meus olhos… Delirei a contar as peripécias… ela respeita a minha paixão pela montanha… Entende que devo procurar o meu bem-estar a felicidade onde ele esta… e ele esta nas montanhas…
21h30 despedi me dela, abracei-a, desejei lhe um feliz Ano Novo, ela retribuiu e redobrou a atenção… Por favor disse ela, quando chegares liga me, se não conseguires eu ficaria muito contente se amanha me ligares a dizer que estas bem. Entrei no carro e guiei rumo ao Gerês, durante a tarde tinha alugado uma cama na Pousada da Juventude no Campo do Gerês. Tive sorte só estavam casais, tive direito a um quarto só para mim… Durante a viagem uma sensação de prazer me ia invadindo, eu estava feliz, eu ia ter com ele, eu ia estar nos braços da minha montanha. Aquela serra pequenina mas que me acolhe sempre muito bem, que me acarinha quando preciso, que nunca me abandona, esta sempre lá para o que der e vier, não contesta… ama-me. Na pequena sala de TV estavam alguns casais a espera da meia-noite para festejaram a famosa passagem. Meus pais lembraram se, lembram se sempre… não ficaram surpresos, já me conhecem. Meia-noite, lá dentro muito timidamente todos festejaram, eu vim cá fora queria sentir a montanha, queria estar o mais próximo possível queria me fundir nela. Senti o seu toque, os seus beijos, a chuva que suavemente, delicadamente escorria no meu rosto… Deitei em paz, serena, dormi nos seus braços.
Dia 01-01-10 levantei me as 9h00, dormi muito…Liguei como prometido a minha Avó, estava bem, muito bem. No refeitório para o pequeno-almoço mais uma vez chegavam aos pares… Que pessoa estranha estava ali sozinha, todos olhavam… poucos disfarçavam. Não me incomodei, estava feliz, afinal eu também dormi com ele, senti-o presente o tempo todo. Peguei no carro e a primeira paisagem com que deparei estava fantástica… A serra Amarela com os seus cumes pintados de branco, linda, magnifica imponha-se a fragilidade da aldeia submersa que desta vez nem um muro deixava antever… A Mata da albergaria contínua esplêndida, encantadora com um certo mistério.
Leonte, ainda pensei subir até ao prado e descer pela corga do Mouro, mas recordei os colegas dos Pirinéus que durante os 5 dias me disseram verias vezes “ sozinha para a serra não, não é muito imprudente”. Não fui, segui até a Pedra Bela, fiquei por lá a meditar um pouco, mas a afluência de gente era demais. Rumo a Mata da Malhadoura, ainda havia uns trilhos que queria conhecer… A montanha falou mais alto… que se lixe nunca aconteceu nada, não vai ser hoje. Equipei me e lá comecei o trilho ao longo do Rio Conho subi, subi e continuei a subir. Do outro lado do rio conseguia ver um outro trilho que um dia vou tentar. Continuei quase durante 45 minutos talvez uma hora com algumas paragens, mas chegou a uma altura que o rio me obrigava atravessar. O caudal ia tão forte e alto que não havia maneira de atravessar.
Ainda andei cerca de 500 mts ao longo do rio abaixo na expectativa de poder atravessar mas sem sucesso. Não tinha outra alternativa senão regressar ao carro pelo mesmo caminho que vim… Será um bom trilho para se fazer de verão… Ainda fiquei parada algum tempo a lanchar numa pequena clareira junto ao rio. Queria estar a sós contigo mas sentia que faltava algo naquele dia por mais incrível que pareça a serra tinha perdido um pouco do seu encanto. Mas não, não perdeu, era simplesmente a nostalgia dos Pirinéus a fazer se sentir…
Cheguei ao carro como muitas outras vezes em paz, serena, nada aconteceu… Somente o prazer de fazer parte integrante da montanha…

18 comentários:

Daniela Teixeira disse...

Então bom ano ;)
Com montanhas de montanhas!!!!!
Daniela

aguia-real disse...

AMIGA, já sabes kal o meu comentário....

bjs e um BOM 2010!!!

White Angel disse...

Aguia,

Eu sei!!!! Foste o primeiro a dizer me que para a serra nunca se vai so, nunca com menos de 3 pessoas...

Forgive me!!! A tentação é forte...LOL

Bjs e Bom Ano.

Gonçalo disse...

Não tenho dúvidas sobre a melhor guia (espiritual, também) para me acompanhar na minha próxima passagem pelo Gerês. É que da última vez devia estar à beira do paraíso e não entrei...

Aceitas uma visita pelo Gerês comigo?

:)

Um beijo para ti, minha querida *;)

White Angel disse...

Gonçalo,

Sera um prazer conhecer-te e mostrar-te um pouco do melhor que nos temos...
So temos de combinar muito bem os dias, porque avizinham-se fins de semana complicados...

Beijinho e até brève.

Jorge Sousa disse...

Ok, sozinha mas num local onde muita gente acompanhada gostaria de estar! ;) Eu, por exemplo, mas o dever familiar chama mais alto... De qualquer modo, desejo um feliz 2010.
Cumprimentos, Jorge Sousa
www.bota-rota.blogspot.com

White Angel disse...

Olá Jorge,

Tens toda a razão, eu sou daquelas sortudas que pode estar aonde realmente quer estar:)

Saudações montanheiras e Feliz 2010

Tia_Cunhada disse...

Nota-se a felicidade nas tuas palavras e isso é muito bom...
Um excelente ano junto das montanhas que mais amas.

Namasté White Angel :-)

White Angel disse...

Tia,

:)...

Namasté:)

ANGELINA GOMES disse...

Olá,

já algum tempo não visitava este blog, mas hoje apeteceu-me saber por onde tem andado:)

confesso que fiquei fascinada com a s/ aventura na entrada do novo ano, parabéns... não leve a mal, mas pelo que descreveu até fiquei com um certa inveja:) também gostava de ter tido esse dia só para mim em contacto com a natueza.

simplesmente fantástico.....

aproveito para lhe deseja um Bom Ano, com grandes caminhadas para depois nos relatar.

as minhas caminhadas pelos montes da região do Douro, vão começar no Domingo - dia 10 Janeiro.

ANGELINA GOMES disse...

na minha mensagem de há pouco, esqueci-me de fazer uma referência às fotografias, lindas....

lupussignatus disse...

White Angel:


Desejo-te um

2010

inspirado

e

inspirador



[no cume
de infinitas
montanhas]


*abraço*
Vítor

White Angel disse...

Angelina,

Entendo a tua "inveja" saudavel... mas sabes que tudo o que faço esta ao alcance de qualquer um. é so querer MESMO:)
Vem sempre que quiseres, sonha sempre que poderes e vive intensamente:)
Bjs


Lupus meu amigo,

Sinto tão real quanto tu e eu que este ano sera SIM muito inspirador... sempre no cume de infinitas montanhas:)

Abraço
Dorita

CHEIRO DA MONTANHA disse...

...com imensa frequência venho aqui...porque me sinto bem...amo este blog...é eu...não amo essa serra..idolatro-a...já passaram 14 meses quando da última vez a abracei...caiam flocos de neve e era noite...saudades imensas...este mês vou ter com ela...vou querer estar nos seus braços...e chorar no seu ombro...é meu dia de aniversário e porque calha a um domingo...ano santo...agora não sei como irão estar as minhas pernas...quando a começar a ver vão tremer...depois logo se verá...saudades de cheirar o vento...peço perdão mas não resisti a este último texto que também entendi e senti..não foi na pousada da juventude mas lá...sim lá no meio dela...gosto muito da forma como se escreve neste blog...é de lá...daquele sitio...que alguns têm o previlégio de descobrir...vou-me... já começo a ver mal...está a chover nos meus olhos...um dia se nos encontrar-mos W.A. gostaria de dar um abraço...só um abraço sem palavras...não um abraço montanheiro...esse é muito complicado...simplesmente um abraço...Bem haja...assina...
Um velho tonto

White Angel disse...

Olá Cheiro da Montanha,

Sinto-me lisonjeada com o teu comentário, muito obrigada.

Vem, lê e sonha sempre que poderes, é isso que nos da vida. Mas não deixes que a chuva do teu ser te turve e assombre o olhar ; a tua alma… Porque as minhas declarações/textos são de Alegria, Felicidade e Esperança…

É que quem espera sempre alcança…

Abraço… um simples abraço :)

joca disse...

Olá White, obrigado pela visita e vou registar o interesse. Eras uma boa companhia e ajuda para chegar lá acima. Bjs

Alice Mota disse...

Como me sinto feliz lendo esta bela descrição de algo que eu realmente gostaria de fazer numa passagem de ano! White Angel: parabéns e obrigada pela tua dedicação ao Gerês... Ler e reler as tuas emoções, é como que 'senti-las' e poder saborear esses bons momentos, (embora em pensamento)... sem os ter vivido! Obrigada pela partilha :)
Alice

White Angel disse...

Lince!!!! Alice,

Começa a acompanhar... e a sentir também...;)

Beijinho e vai dando noticias.