terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

30-01-10 Vale Teixeira

Os sonhos que lentamente, deliciosamente, silenciosamente se vão realisando...

No cimo daquela laje, de braços bem abertos como se de um hino a vida se trata-se...
Desejei... Desejei estar no meio deles quando estes se fechassem...
Até que os senti...

2 comentários:

ANGELINA GOMES disse...

é sempre bom visitar este blog.

tenho passado por cá, mas não tenho deixado comentários, mas hoje não resisto.

como sempre tudo tão bonito, calmo, tranquilo...

White Angel disse...

Angelina,

è precisamente isso que sinto quando estou la em cima. Beleza... Calmaria... Tranquilidade e Paz... muita Paz...

Obrigada pelo carinho:)
Beijinho